Food XP Delivery
(46) 3572.1106
CÂMARA DE VEREADORES HOMENAGEIA MILITARES E CIVIS QUE SALVARAM CRIANÇA
CÂMARA DE VEREADORES HOMENAGEIA MILITARES E CIVIS QUE SALVARAM CRIANÇA
Legenda: CÂMARA DE VEREADORES HOMENAGEIA MILITARES E CIVIS QUE SALVARAM CRIANÇA
Data: 24/05/2018

CÂMARA DE VEREADORES HOMENAGEIA MILITARES E CIVIS QUE SALVARAM CRIANÇA... Eles participaram do salvamento de Thais Vitória Hanzen, 3 anos, única sobrevivente em um acidente automobilístico que matou quatro pessoas no último dia 21 de abril. Um bom público participou da solenidade na Câmara de Vereadores.

Foto: Alexandre Bággio/JdeB


No dia 21 de abril, um grave acidente na PR-473, em Cruzeiro do Iguaçu, deixou quatro mortos. Thais Vitória Hanzen, de 3 anos, perdeu os pais (Ailton Hanzen e Cleunice Bueno), mas foi salva por policiais militares e pessoas que passavam no local, já que o carro onde ela estava com sua família podia pegar fogo. Na noite de segunda-feira, a Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Iguaçu homenageou os soldados Jocenei Pires Vieira e Carlos Augusto Pavei, o cabo Claudemir Fior e os civis Anderson Domingues e Ademir Lewandoviski, que participaram do salvamento.


A homenagem foi proposta pelo presidente da Câmara, Flávio dos Santos (DEM), e teve o apoio de todos os vereadores, que também fizeram questão de utilizar a palavra durante a sessão e destacar o bom trabalho realizado pelos militares e civis. Muitos, inclusive, se emocionaram durante seus pronunciamentos. “Nós resolvemos homenagear essas pessoas e todas as outras que participaram do socorro a Thais, tentando, na medida do possível, focar no socorro dela, que foi a ajuda maior para que ela estivesse aqui, em meio a essa tragédia. Provavelmente, se demorasse um pouco mais, poderíamos estar sem ela aqui e isso é o que conforta um tanto a gente”, completou. Ele ressaltou que a Câmara vai pedir para o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) alguma providência para melhorar a segurança no local do acidente.

 

A cerimônia foi emocionante, com os participantes relembrando os momentos que passaram naquela noite de domingo. “Eu estava saindo do sítio, que fica a 30 metros do local do acidente, e fui o primeiro a ver a situação. Eu desci e, como ex-bombeiro, já sabia o que fazer. Verifiquei se tinha alguém vivo, precisando de socorro. No primeiro carro, onde estavam os gêmeos, já constatei que os dois estavam em óbito. Quando cheguei no outro carro, eu não sabia que tinha uma criança, mas a mãe estava para o lado de fora e o marido preso nas ferragens bastante machucado. Quando eu alcancei nele, ele gritava falando que tinha uma criança, foi quando a criança começou a chamar pela mãe. Meu pai estava comigo no momento, mas nós dois sozinho não ía conseguir virar o veículo, que estava de ponta-cabeça, quase pegando fogo. Foi reunindo diversas pessoas, os policiais e o nosso medo era que o carro pegasse fogo. Decidimos vir, com o Soldado Pavei, na viatura, até minha empresa para pegar uns extintores grandes, pois nós já tinha gastado mais de 20 extintores pequenos e não conseguia apagar o fogo. Nosso grande medo era esse. Quando eu voltei, terminamos de desvirar o carro e conseguimos controlar a situação do fogo, retirando a criança. Fizemos o que conseguimos, com os instrumentos que tinha”, lembra Anderson Domingues, que foi o primeiro a chegar no acidente.


O Soldado Jocenei, que é Policial Militar, também participou do salvamento. “Existe um protocolo a ser seguido e sempre procuramos levar ele em conta, mas naquela situação você tem que deixar o lado humano falar um pouco mais alto. É o que foi feito. A gente foi obrigado, diante da situação, porque se fôssemos esperar os Bombeiros, que estavam a caminho, talvez aquele carro tivesse incendiado. Pensamos em salvar a vida da pequena Thais. Claro que eu trocaria qualquer homenagem para que esse episódio não tivesse acontecido, mas, por outro lado, saber que a pequena Thais está bem, nos motiva”, comenta.


O Tenente Marcelo, comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar de Dois Vizinhos, elogiou o trabalho dos policiais durante o salvamento. “Por mais que tenha sido um fato trágico, o reconhecimento dos vereadores de Cruzeiro do Iguaçu é importante porque a nossa profissão é estressante, todos os dias a gente vê quanto a população de bem sofre na mão de pessoas mal intencionadas e nós, com a legislação que a gente tem, com o sistema carcerário que não recupera o preso, com todas as falhas, muitas vezes acabamos desanimando porque todos os dias corremos para resolver o problema e não vemos resultados. Homenagens como essa dão uma reanimada no pessoal que tem feito um bom serviço. O protocolo exigiria que se aguardasse o socorro especializado, porém, em situações onde há risco de alguma vítima presa nas ferragens, como no caso era o veículo incendiar e uma vida se perder, acho que a decisão mais acertada foi essa de tentar remover a criança que estava presa nas ferragens”, avaliou.

 

Voltar
Confira as Últimas Notícias
(46) 3572 - 1106
cmci@wln.com.br
Av. 13 de Maio, 768 - Centro | Cruzeiro do Iguaçu - Paraná | Última Atualização: 19/06/2018 14:58:48